A migração de aves em Sagres

No extremo sudoeste de Portugal (e da Europa), a península de Sagres no concelho da Vila do Bispo, destaca-se no panorama ornitológico nacional pela sua particular importância para as aves migradoras durante o final do Verão e Outono, e pela especificidade do seu elenco avifaunístico ao longo do ano.

Localizada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, a área concentra migradores na sua rota para Sul, e é uma janela aberta para um movimento em larga escala de aves ao longo do sul da Europa. De agosto a novembro os migradores são encaminhados para a península pelos vales costeiros e linha de costa, acabando por se congregar na zona antes de seguirem viagem. Sagres é frequentemente apelidada da “planície das aves perdidas”, pois muitas das aves que aqui chegam são juvenis ou imaturos, que perderam o rumo da sua rota preferencial, pelo Estreito de Gibraltar.

A grande maioria das aves migradoras que ocorrem em Portugal pode ser aqui encontrada ao longo da época migratória, e é sempre aconselhável estar alerta para a possibilidade de avistar aves de ocorrência rara no país. Como tal, se for observador de aves, a península de Sagres é o local a visitar nesta época do ano, a fim de testemunhar a migração outonal de passeriformes, aves marinhas e aves de rapina, o grupo por ventura mais emblemático da migração no local. Mas não só. Durante a migração em Sagres, tudo pode acontecer.

Lista de aves observadas em Sagres

ROSÁRIO OLIVEIRA

CMVB

Email gabinete.turismo@cm-viladobispo.pt

ALEXANDRA LOPES

SPEA

Email alexandra.lopes@spea.pt

ANABELA SANTOS

ALMARGEM

Email asantos@almargem.org